Seu Madruga o novo ideal de cidadão: desocupado, desonesto, violento.


A juventude dos anos 40 tinha ídolos extremistas como Stalin ou Hitler, mas também líderes ponderados como Churchill e Roosevelt. Cada geração tem os ídolo que merece para bem e para mau pois é assim que a humanidade caminha: uns escolhem o bom caminho e outros o mal.

Mas a juventude de hoje praticamente só tem ídolos que dão mau exemplo. E as ideologias desviadas entram no lar brasileiro cada vez mais disfarçadas de maneira inocente. Uma dos aspectos mais nocivos da atual cultura jovem de hoje em dia é o verdadeiro culto quase religioso que se faz em torno da abjeta figura do personagem Seu Madruga.

Originário do seriado Chaves (uma produção medíocre, mal escrita e mal interpretada da televisão mexicana, na qual adultos interpretam crianças e as piadas repetem-se ad nauseum), Seu Madruga é um sujeito pobre, que usa roupas sujas e esfarrapadas, um bigode mal aparado e não trabalha em absoluto.

Seu Madruga claramente embriagado em uma das várias cenas nas quais fica subjacente a idéia de adultério por parte de Dona Florinda.


Seu Madruga começa dando seu mau exemplo ao mostrar que é possível viver sem trabalhar, e ainda viver alegremente. Um de seus bordões é a frase “Não existe trabalho ruim, o ruim é ter que trabalhar”. Ele tem uma filha mas não produz nada e nem ganha salário ou pensão alguma, o que deixa margem para imaginarmos do quê a família vive e como ele alimenta a jovem de nome Chiquinha, uma pré-adolescente problemática que é constantemente vítima da violência do pai, aparecendo, após levar surras, com almofadas a cobrir suas nádegas certamente feridas pela violência paterna. Além do fato de o personagem Madruga claramente descontar suas frustrações no corpo da filha, antes de cada fustigação há um momento no qual a garota chora pela expectativa da violência, um recurso de linguagem televisiva com óbvio cunho sadomasoquista, que deve apelar a parte do público do seriado (a referida jovem é interpretada por uma atriz adulta com um rosto bastante desfigurado pela maquiagem, mas belas pernas).

Seu Madruga não trabalha e vive de pequenos expedientes, referidos em certo episódio como “trambiques”, pela própria Chiquinha (que já aprende com o pai a vida na malandragem). Mas este estilo de vida só é possível porque Madruga recorre a truques desonestos, como fugir pela janela quando o senhorio da vila aparece para cobrar-lhe o aluguel (eternamente atrasado em 14 meses). Os golpes, fugas e enganações de Seu Madruga são sempre cômicos e ressaltados por uma música que denota o caráter infantil de tais práticas criminosas, como se a prática da falsidade ideológica, charlatanismo e a mentira fossem meras traquinagens, e lesar o público, o senhorio e burlar as leis fosse nada mais que uma travessura.

Seu Madruga, usando suas habilidades de lábia para mais uma vez enganar o Senhor Barriga, retratado como o burguês típico: ganancioso, desumano e ao mesmo tempo, mentecapto, fácil de se enganar.

Não bastasse Seu Madruga ser indolente (o que ensina à juventude que o trabalho não é importante para quem é “legal”, “malandro”), desonesto (mostrando que as malandragens, crimes e enganações são aceitáveis e até divertidos), violento (sem que tal violência tenha conseqüências), e sujo (apesar de não aparentar ter problemas de saúde pela falta de banho), ainda o personagem é visto constantemente alcoolizado, na televisão, em canal de grande repercussão, em horário no qual as crianças e adolescentes assistem inocentemente ao que vem pela tela.

Seu Madruga é constantemente espancado pela personagem Florinda, uma viúva arrogante que simboliza, obviamente, a classe média e o conservadorismo devidamente vilanizado pelo seriado que tem claras inclinações esquerdistas, exaltando a figura do vagabundo, do mendigo, do rebelado.

A visão sobre a educação, inculcada na juventude através de Madruga é também digna de análise pela peculiaridade. Em determinado episódio o professor Girafales, personagem caricato que simboliza um professor retratado como um romântico, mal pago e idiota que tenta ensinar diversas coisas sobre assuntos absolutamente inúteis aos alunos que não lhe dão a mínima importância, precisou sair da sala de aula e deixou seu extremo oposto, Seu Madruga. Oposto porque enquanto Girafales é honesto, bem vestido, limpo, trabalhador, ordeiro e culto, Madruga encarna o sujo, desocupado, esfarrapado, desonesto. A despeito disso Girafales é quem sempre acaba na condição de perdedor enquanto Madruga safa-se rindo das maiores dificuldades e “enrascadas” imagináveis.

Seu Madruga em diversos momentos de sua aula na qual humilhou o professor padrão, mal pago, bem intencionado, culto e honesto.


Neste episódio no qual Madruga fica tomando conta da sala de aula, Girafales aparece conduzindo uma aula sobre a qual não consegue manter o controle, já que os alunos não lhe dão atenção e nem o devido respeito. Já Madruga, uma vez investido no papel temporário de “professor”, passa a explicar assuntos supostamente muito mais úteis do que História, Geografia ou Álgebra, assuntos ligados à vida cotidiana das crianças e permeia suas explicações com atuações dignas de teatro infantil, mas aplaudidas inclusive pelo próprio Girafales como “brilhantes”. O conhecimento empírico adquirido nas ruas e limitado a conhecimentos de baixíssimo nível de complexidade triunfa sobre os valores culturais corretos que Girafales vinha tentando passar aos jovens. O vagabundo, o burlesco, o negativo, resulta triunfante neste episódio. Mais uma vez repetindo, em horário no qual as crianças e adolescentes cujas mentes estão em formação assistem a tudo e aprendem toda essa errônea mensagem.

Não bastassem todos os exemplos negativos inculcados à juventude pelo próprio personagem Madruga no seriado Chaves, erigiu-se ainda em torno dele um culto que dentre outras coisas funde sua imagem em camisetas e imagens na “Internet” ao terrorista Ernesto Che Guevara, traidor de sua própria pátria e assassino serial de opositores em Cuba, derrotado pelas forças da paz e da ordem legal na Colômbia, outro ídolo muito adotado pelos jovens hoje em dia. E o mais dolorido nisso tudo é que ao contrário dos jovens de antigamente que tinham diante de si exemplos radicais e malignos como Hitler ou Stalin mas ao mesmo tempo tinham um Churchill, um Roosevelt, os de hoje só tem os exemplos para mau, para baixo. E toda a malignidade desses personagens adorados pela juventude deturpada não possuem a clareza em sua maldade como possuíam os ditadores do passado porque são personagens cômicos ou românticos cujas maldades são sempre divertidas ou justificadas e seus traços mais nefastos de caráter são apresentados como elementos de uma alegre imbecilidade a ser celebrada, copiada e eternizada por toda uma geração de futuros adultos.

16 respostas para Seu Madruga o novo ideal de cidadão: desocupado, desonesto, violento.

  1. Qorpo disse:

    Zé, já saquei que tu é um estereotipo da direita, e que este blog é palhaçada, mas agora tu mexeu com o Madruga!!!!! Filho da puta!!!! Fascista de merda!!! E pior é tem gente que com certeza concorda com isso!!! Filhos da puta!

  2. Gerson disse:

    cara será que tem alguém que acha interessante isso q vc fala, argumentos completamente sem fundamento, garanto q a organização que vc segue faz muito mais mal a humanidade que o humor inocente

  3. ivan disse:

    caro zepicinha vc chego ao extremo de ser muito burro mesmo ,ou loco ou sei la eu acho q vc só ta querendo se aparece na net , falar q o sr.barriga é ganancioso e desumano porq vc tanbem nao fala q o sr barriga levou o chaves a acapulco quando todos foram viajar pra la ou quando levou ele ao cinema, afff como eu ja disse antes em otros comentarios vc só cria imajem ruim das coisas ,e agora querendo defamar o humor de chaves q é até HOJE um grande sucesso da tv , em nem 1 episodeo de chaves eu me lembro de ter visto seu madruga bebado como vc fala ai , nesta foto mesmo q tu coloco ai neste episodeo seu madruga esta tirando sarro imitando os 2 mas como vc congelo o video e tiro uma foto se da a impressao de q ele esta bebado. amin vc nao me engana zépicinha.nos dias de hoje OQ É REALIDADE? todos nos vivemos neste mundo sobre suposiçoes incertas sobre isso ou aquilo cabe a vc decidir oq é certo e oq é errado acreditar ou nao , porq vc nao crio um artigo sobre aqueles PASTORES DA UNIVERSAL Q ESTORQUIRAM MILHOES DOS FIÉIS E AINDA POR CIMA USANDO A PALAVRA DE DEUS ,ELES SIM USARAM A LABIA PARA ENGANAR O POVO E COM ISSO SÓ IA AUMENTANDO O DINHEIRO E COMPRANDO CARROS IMPORTADOS E GRANDES PARTES DE TERRAS E PROPRIEDADES Q VALE MILHOES AFFF , uma coisa q vou dechar aq e gostaria q vc desse uma olhada neste video pois sim este sim é uma coisa asustadora, se é verdade eu nao sei mas q tem sentido com oq esta escrito na biblia tem sim http://www.youtube.com/watch?v=SJ82yOCujo4 chega a dar medo e se isto chegar realmente acontecer ?

  4. Lucas Correia Ribeiro disse:

    Conforme já exposto, o post em questão é extremamente manipulador. Calunia o personagem com mentiras (ele nunca bebeu no seriado, nem está bêbado na foto de exemplo), e meias-verdades ( Seu Madruga violento? Isso decididamente não é bem assim), e não cita nenhuma de suas virtudes, decididamente mais numerosas que os defeitos. Tudo com o intuito de de induzir-nos a concordar com a mentirosa conclusão de que a veneração em torno dele é perigosa.

    Fosse esse um artigo honesto, teria outra ênfase. Mostraria que Seu Madruga é alvo constante do preconceito da sociedade, que o encara com maus olhos devido à sua condição financeira. Exporia que o mesmo preconceito faz com que ele seja vítima de violência, por vezes cruel e desumana. E concluiria demonstrando que, apesar de tudo, o personagem é um homem bondoso, otimista e feliz. Sempre disposto a perdoar e viver bem com quem lhe prejudica (vide a maneira educada e civilizada com que se relaciona com a personagem Dona Florinda), ajudar os necessitados (como o órfão Chaves, a quem estima, mesmo que este cause vários de seus problemas), e transmitir mensagens de esperança (“As pessoas boas devem amar seus inimigos”). Ademais, fosse esse um artigo honesto, demonstraria, sem dificuldade, que o personagem é um pai extremamente atencioso, que ama de verdade a filha, e só lhe agrediu em dois ou três episódios, sempre em ocasiões em que ela prejudicou gravemente outros personagens.
    Não vou aqui, fingir que Seu Madruga tem apenas aspectos positivos em sua personalidade (muito embora estes sejam bem mais numerosos). Como todo ser humano, ele tem falhas em seu caráter (preguiça de trabalhar, por exemplo). Mas ao contrário do que o texto afirma, não são estas falhas que induzem sua veneração. São suas inúmeras virtudes. Saiba, senhor “escritor”: Seu Madruga não é venerado porque não trabalha. É venerado porque, mesmo sendo constantemente perseguido, humilhado e vítima de preconceito, segue sendo um homem bom.

  5. welton A. disse:

    Sua objetividade é plausivel, mas seus argumentos são infames e tornam o caráter e a personalidade de cada um, algo tão “plástico” e influenciavel que chega a parecer que as pessoas são meras plagiadoras… pobre de vc.

  6. Fabio disse:

    Cara, que bosta de Blog…
    mais nada a declarar….

  7. ricardo disse:

    muito me agrada a liberdade de expresssão, mas as suas palavras, principalmente sobre che guevara, sao de uma imbecilidade e fala de conhecimento absurdo… se vc quis ser criticado pra ser popular… nem isso vai conseguir, e eu perco meu tempo escrevendo aqui pra vc pois acredito que o ser humano ainda pode, atraves do esclarecimento, progredir e ser alguem na vida

  8. Andrade disse:

    Tu um é sem sombra de duvida um dois maiores babaca e filho da puta que ja tive o desprazer de ouvir falar!Mas um dia tu vai ser deitado na porrada seu merda!

  9. Guilherme disse:

    Cara vc só pode ser retardado

  10. Roger disse:

    Zé piscina, zé buceta ou sei lá o que, vc não passa de um retardado, tem coragem de perder tempo, que alias vc deve ter de sobra, para falar de um comportamento marginal de um personagem de seriado, que tem alegrado a vida de varias gerações, que mostra que ainda é possivel fazer rir, sem o uso de pornografia, violencia gratuita, consumo de drogas, prostituição entre outras, Vc não tem noção do que escreveu, tenho pena de uma pessoa como vc, sinto muito, é mesmo lamentavel, vc é um ser despresivel. Otarioooooo

  11. Joaun Paullo SNTS disse:

    Vá caçar carrapatos, sua besta quadrada! Nada do que você disse sobre a série El Chavo del 8 (como o Chaves do 8 se chama originalmente) tem fundamento! O humor desse programa não leva ao palavrão, nem à sacanagem, como você pretende insinuar.

    No que concerne à Dona Florinda, ela não é nenhuma adúltera, como você afirma ou pensa. Caso não saiba, o Frederico, o cônjuge dela, morreu durante o naufrágio de seu navio, o que a fez se tornar uma viúva. Ou você está querendo dizer que arranjar um novo amor pra ocupar o lugar de um cônjuge falecido também é adultério?

  12. ERIC disse:

    VAI TOMAR NO CU SEU FILHO DA PUTA

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: