Bastardos Inglórios – esqueceram que os soldados tinham família na Alemanha

janeiro 23, 2010

Assisti ao filme Bastardos Inglórios e confesso que não gostei. Trata-se de um filme que mostra terroristas anti-nazistas como “heróis”, esquecendo-se completamente que os soldados e oficiais alemães eram apenas uns coitados que faziam seu trabalho, longe de serem poderosos como a turma de Hitler (os nacional-SOCIALISTAS, o que demonstra já que hoje o Brasil mesmo tem muitos herdeiros dessa tradição esquerdista disfarçada de direita).

Os bastardos mais inglórios são os espectadores que aplaudem de forma bovina.

Matando, sequestrando, torturando e cometendo as mais infames atrocidades, os judeus mostrados no filme matam alemães que inocentes foram conduzidos para a guerra, como fazem os soldados alistados de forma obrigatória em qualquer país do mundo hoje em dia.

Até quando o cinema Hollywoodyano vai servir de trampolim para a propaganda judia, esquerdista, comunista e, no caso dos filmes brasileiros financiados pelo governo federal ou empresas ligadas a ele, do PT e do MST?

Anúncios